Programa

PDF Imprimir E-mail

O Programa de Pós-Graduação em Engenharia Civil (PPGEC) da UFPE tem como objetivo básico a formação de recursos humanos de alto nível para desempenhar papel significativo no desenvolvimento auto-sustentado regional e nacional, capazes de solucionar as novas demandas tecnológicas, através do aprimoramento e capacitação profissional de nível superior.

O curso de Mestrado e Doutorado envolvem as seguintes áreas de concentração:

  • Geotecnia
  • Estruturas
  • Tecnologia Ambiental e Recursos Hídricos
  • Transportes e Gestão das Infra-estruturas Urbanas.
  • Simulação e Gerenciamento de Reservatórios de Petróleo

Ao longo destes últimos anos vários fatores contribuíram para a consolidação do PPGEC, tais como: a ampliação e qualificação do corpo docente; orientação de dissertações; participação em bancas examinadoras, concursos, comissões de avaliação da CAPES, CNPq e várias agências de fomento; conselhos editoriais de revistas técnicas; pesquisas multidisciplinares e interinstitucionais; consultorias; convênios; premiação de docentes; aquisição e desenvolvimento de equipamentos de laboratórios. Outro ponto de destaque é o crescimento de convênios e intercâmbios científicos com instituições de pesquisa e universidades do exterior. Na última avaliação da CAPES, o PPGEC obteve conceito 5.

O crescimento e fortalecimento da Pós-Graduação em Engenharia Civil da UFPE têm atingido seu objetivo maior que é consolidar-se como um centro de formação de recursos humanos de alto nível na região Nordeste do país, capaz de formar profissionais altamente qualificados na geração e difusão de conhecimentos e tecnologias adequadas aos problemas regionais e nacionais nas suas áreas de concentração. Como exemplo disto pode-se citar a participação de professores da PPg em cargos de administração e coordenação de fundos nacionais de pesquisa tais como CT-HIDRO e CT-INFRA, bem como a participação em comitês de assessoramento de órgão de fomento tais como CNPq, CAPES, FACEPE, etc.


Objetivos

Atualmente assiste-se em nível internacional a um rápido e crescente desenvolvimento tecnológico, onde se verifica uma tendência ao surgimento e diversificação dos vários ramos do conhecimento. A Engenharia Civil, inserida neste ambiente, demonstra sua vitalidade e dinamismo abrindo novas áreas de atuação. Em todo o mundo, a atenção dos engenheiros civis está voltada para as grandes estruturas, os novos materiais, a manutenção das obras já construídas e o meio ambiente. No Brasil, além de acompanhar o desenvolvimento tecnológico internacional, a Engenharia Civil está incorporando em seu cotidiano a componentes sociais e ambientais, indispensáveis ao crescimento auto-sustentado, mostrando seu dinamismo e expandindo novas áreas de atuação.

O Programa de Pós-Graduação em Engenharia Civil (PPGEC) da UFPE tem como objetivo básico a formação de recursos humanos de alto nível para desempenhar papel significativo no desenvolvimento auto-sustentado regional e nacional, capazes de solucionar as novas demandas tecnológicas, através do aprimoramento e capacitação profissional de nível superior, nas suas áreas de concentração atuais, de Geotecnia, Estruturas, Tecnologia Ambiental e Recursos Hídricos, e de Transportes e Gestão das Infra-estruturas Urbanas, esta última criada em 2002.

A criação da nova Área Transportes e Gestão das Infra-estruturas Urbanas, responde à necessidade de atender a uma demanda crescente da parte de profissionais do Nordeste que necessitam aperfeiçoar seus conhecimentos nos vários campos da Engenharia dos Transportes e suas interfaces com os problemas das cidades, relativos à qualidade de suas infra-estruturas.

Como objetivos específicos do PPGEC, pode-se assinalar:

  • Ampliar o número de profissionais capacitados (habilitados) e motivados para realizar trabalhos de pesquisa em Engenharia Civil.
  • Estimular o binômio "Pesquisa e Desenvolvimento" nas empresas de projeto e de consultoria, nas indústrias e em instituições públicas da região para resolução dos problemas locais e transferência de tecnologia.
  • Auxiliar as empresas executoras no aprimoramento das técnicas e metodologia de execução com otimização de pessoal e material e conseqüente aumento da produtividade e da qualidade dos produtos finais.
  • Desenvolver programas interinstitucionais com organismos de pesquisa do Norte / Nordeste, com vistas à formação de recursos humanos para a região. Dentro desta meta inclui-se a participação nos programas de mestrado e doutorado interinstitucional (MINTER e DINTER).
  • Consolidar as atividades de pesquisa desenvolvidas pelos diversos grupos que constituem o corpo docente da pós-graduação.
  • Induzir novas pesquisas necessárias à solução de problemas da região, visando o desenvolvimento de técnicas apropriadas às condições locais (ambientais, geológicas, hidrológicas, materiais), bem como adequadas à situação social e econômica da população.
  • Aglutinar recursos e esforços da própria instituição, de órgãos de fomento estaduais, federais e internacionais, com vistas à otimização da produção científica e tecnológica nas áreas específicas do Programa.
  • Implantar o Mestrado Acadêmico na Área de Construção Civil.
  • Fortalecer as atividades de extensão universitária, para atender à demanda da sociedade, nas diversas linhas de atuação do Programa, principalmente na formação de recursos humanos para as regiões de menos qualificação técnica, tais como o interior dos estados do Nordeste.
  • Atualizar o corpo docente dos cursos superiores de engenharia civil e correlatos, das universidades das regiões Norte e Nordeste, bem como colaborar na capacitação e atualização do corpo docente existente.
  • Integração com outras universidades e centros de pesquisa do Brasil e do exterior, para troca de experiências e realização de pesquisas interinstitucionais.
  • Aprimorar os cursos de graduação em Engenharia Civil e cursos correlatos da própria instituição, através de atividades de ensino e pesquisa com os alunos de graduação, com os novos conhecimentos adquiridos.
  • Incrementar a interação dos alunos da Pós-Graduação com os alunos da Graduação para incentivar nestes últimos o interesse por pesquisas e atividades didáticas.

 

Breve Histórico

Em função desses objetivos, justifica-se portanto, a necessidade de centros de ensino e pesquisa para a formação de pesquisadores e profissionais de Engenharia Civil, capazes de resolver novas demandas e desafios tecnológicos. Entretanto, verifica-se ainda hoje uma grande carência regional de tais centros, em particular no Norte e Nordeste do país. Como primeiro passo para suprir esta carência o Departamento de Engenharia Civil da Universidade Federal de Pernambuco implantou em 1992 o curso de mestrado em Engenharia Civil na área de Geotecnia, ampliando em 1995 com a área de Estruturas e em 1998 com a área de Tecnologia Ambiental e Recursos Hídricos.

No ano 2000, foi implantado o doutorado em Engenharia Civil nas áreas de Geotecnia e Estruturas. Este doutorado, com ênfase nessas duas áreas é o único nas áreas de abrangência do Norte e Nordeste. No ano 2002 foi iniciado o doutorado em Tecnologia Ambiental e Recursos Hídricos, bem como o mestrado na área de concentração em Transportes e Gestão das Infra-estruturas Urbanas. E, em 2003 a área de Estruturas introduziu a linha de pesquisa em materiais, em função da incorporação de um professor permanente, especialista nessa modalidade.

Complementarmente, desde o início do ano 2000, o Departamento de Engenharia Civil, conjuntamente com o Departamento de Geologia da Universidade Federal de Pernambuco, com os recursos do CTPETRO, através do programa de recursos humanos PRH-ANP - MME/MCT - Programa de Recursos Humanos da Área de Petróleo e Gás, criou o PRH-26, atuando na formação de recursos humanos em Engenharia de Reservatórios de Petróleo, tanto a nível de graduação quanto de pós-graduação (mestrado e doutorado).

Ao longo destes últimos anos vários fatores contribuíram para a consolidação do Programa de Pós-Graduação em Engenharia Civil da UFPE, tais como, a ampliação e qualificação do corpo docente, a orientação de dissertações, a participação em bancas examinadoras, concursos, comissões de avaliação da CAPES, CNPq e várias agências de fomento, conselhos editoriais de revistas técnicas, pesquisas multidisciplinares e interinstitucionais, consultorias, convênios, premiação de docentes, a aquisição e desenvolvimento de equipamentos de laboratórios. Outro ponto de destaque é o crescimento de convênios e intercâmbios científicos com instituições de pesquisa e universidades do exterior.

 

Produção Científica

Até dezembro de 2004, 116 dissertações de mestrado foram concluídas. Há ainda 20 dissertações de mestrado previstas para serem defendidas em 2005. Atualmente existem 95 alunos de mestrado nas áreas de Geotecnia, Estruturas, Tecnologia Ambiental e Recursos Hídricos e Transporte e Gestão das Infraestruturas Urbanas e 35 alunos de doutorado nas áreas de Geotecnia, Estruturas e Tecnologia Ambiental e Recursos Hídricos, desenvolvendo seus projetos de tese. A consolidação do Programa pode ainda ser ilustrada por uma procura crescente de candidatos oriundos do Norte e Nordeste do Brasil e países de língua portuguesa.

O Programa de Pós Graduação em Engenharia Civil da UFPE conta atualmente com 28 docentes, do quais 26 pertencem à própria instituição. Adicionalmente, o Programa continua desenvolvendo uma política de aprimoramento contínuo de seu corpo docente. E dando continuidade a essa política, em 2004, mais um docente se afastou para fazer seu pós-doutorado. O Professor Jaime Joaquim da Silva Pereira Cabral foi para os Estados Unidos na Universidade do Mississippi.

Portanto, o crescimento e fortalecimento da Pós-Graduação em Engenharia Civil da UFPE têm atingido seu objetivo maior que é consolidar-se como um centro de formação de recursos humanos de alto nível na região Nordeste do país, capaz de formar profissionais altamente qualificados na geração e difusão de conhecimentos e tecnologias adequadas aos problemas regionais e nacionais nas suasáreas de concentração. Como exemplo disto pode-se citar a participação de professores da PPg em cargos de administração e coordenação de fundos nacionais de pesquisa tais como CT-HIDRO e CT-INFRA, bem como a participação em comitês de assessoramento de órgãos de fomento, tais como CNPq, CAPES, FACEPE, etc.


Cooperação e Intercâmbios

Intercâmbios Institucionais - Atividades Conjuntas e Sistemáticas do Programa com seus Congêneres

O programa da Pós-Graduação em Engenharia Civil tem mantido e incrementado o intercâmbio técnico e científico entre instituições nacionais e internacionais. entre as diversas formas de integração, destacam-se os abaixo:

1 - Alunos do programa participando em 2004 de doutorado sanduíche no exterior.

2 - Professores visitantes

2.1 - Visitantes Internacionais
2.2 - Visitantes Nacionais

3 - Cooperação Internacional.
3.1 - Convênios mantidos em 2004.
3.2 - Convênios iniciados 2004.
3.3 - Participação em bancas examinadoras em outras instituições
.